Publicidade
notícias
06/08/2015
Uma breve reflexão sobre a importância da sanidade animal
“A exploração econômica, objetivo principal das atividades pecuárias, está na dependência direta da saúde dos animais”
Guilherme Augusto Vieira[1] 

Prezado Leitor, elaborar um texto de uma Coluna requer coragem, tempo, inspiração e principalmente um senso de responsabilidade para com os leitores, empresa e principalmente o compromisso profissional em manter a credibilidade técnica do Jornal perante a comunidade técnica, patrocinadores e os leitores. Por isso agradeço ao Presente Rural pela oportunidade e confiança, lembrando que este espaço completará  03 (três) anos em outubro quando iniciei a escrita neste espaço , no qual tento comentar os mais importantes assuntos relativos ao agronegócio e a produção animal.


Nos últimos quinze dias (21/07 A 05/08/15) vinha pensando em qual tema e assunto deveria abordar na “Coluna” e que não fosse repetido. Confesso que às vezes falta inspiração e na outra “ponta da corda” tem assuntos diversos que merecem comentários e suscitam reflexões permanentes aos atores do agronegócio. 


No final do mês de julho de 2015 aconteceu em São Paulo o maior evento das atividades da avicultura e suinocultura do Brasil, O SIAVS, promovido pela Associação Brasileira de Proteína Animal, reunindo produtores, empresas, instituições públicas e demais atores ligados aos dois setores produtivos.


Este evento reveste-se de uma importância impar, pois o Brasil atualmente é o maior exportador  mundial de carne de frango e o quarto maior exportador de carne suína, fatos que revelam a importância dos segmentos .


Infelizmente, devido a compromissos acadêmicos, não pude participar do evento, mas acompanhei a cobertura pelo Canal Rural e Canal Terraviva, que realizaram ótimo trabalho, realizando entrevistas com as maiores autoridades dos segmentos produtivos, políticos, empresarial e técnicos.


Ao observar as entrevistas técnicas, a grande maioria dos entrevistados abordaram sobre a produção e produtividade da avicultura e suinocultura e principalmente os fatores que impactam  nas atividades como a genética, os manejos nutricional e sanitário, novas tecnologias e consequentemente  a lucratividade.


Uma das entrevistas que me chamou a atenção foi do Colega Veterinário Stefan Mihailov ao Canal Terraviva, Diretor Geral da Phibro no Brasil , que faz um excelente trabalho à frente da empresa. Na entrevista, Stefan, entre outras questões, abordou sobre a importância da sanidade e seu impacto nas atividades, na qual o produtor deve ficar atento a prevenção e controle das doenças, pois a ocorrência destas em um lote ou rebanho leva a sérios prejuízos sanitários e econômicos.


Neste espaço tenho comentado bastante sobre este assunto e costumo citar em palestras e nas minhas aulas nos Cursos de Veterinária uma frase do Dr. Malavazzi (1983) presente no Livro clássico ,Manual de Avicultura, editado pela Nobel: 
“A exploração econômica, objetivo principal das atividades pecuárias, está na dependência direta da saúde dos animais”


Ao refletir sobre estas sábias palavras, chega-se a conclusão que sem saúde as galinhas não produzem ovos, a vaca não produz leite, os animais de corte não produzem carne. Parece óbvio, mas infelizmente, uma grande parte dos produtores insiste em não vacinar e vermifugar os animais, higienizar corretamente as instalações, não utilizar os produtos corretamente, não possuir uma assistência veterinária decente, enfim este assunto renderia e ainda vai render um sem número de discussões, lógico visando a melhoria dos processos produtivos.


Convido a todos a ler um artigo de Vieira & Gusmão (http://www.senarbahia.org.br/fileadmin/Arquivos_internos/Artigos/O%20manejo%20sanit%C3%A1rio%20e%20sua%20import%C3%A2ncia%20no%20novo%20contexto%20do%20agroneg%C3%B3cio%20da%20produ%C3%A7%C3%A3o%20de%20pecu%C3%A1ria%20de%20corte.PDF ) onde há um aprofundamento nas questões propostas.
No próximo post abordarei uma questão importante ligada a sanidade em sua granja, fazenda ou haras : Você já imaginou a perda de um grande lote de animais, a morte de sua melhor matriz ou de seu garanhão por falta de medicamentos em sua Farmácia na Fazenda?


Aconselho uma visita ao site www.farmacianafazenda.com.br .


A questão está colocada. Até uma próxima oportunidade


[1] Médico Veterinário, Doutorando em História das Ciências UFBA/UEFS;Professor dos Cursos de Veterinária da UNIME e UNIFACS. Qualyagro/Farmácia na Fazenda. Autor do Livro: Como montar uma farmácia na fazenda.Colunista do Presente Rural Contatos: contato@farmacianafazenda.com.br

Fonte: Guilherme Vieira
Colunista:
Guilherme Augusto Vieira,MV
« Voltar
Publicidade
VEJA TAMBÉM
ABPA promove seminário sobre habilitações para exportação
Evento reuniu mais de 80 representantes de empresas produtoras e exportadoras de carne de aves e de suínos associadas à ABPA...
27/11/2015
Cooperativismo: Coamo comemora 45 anos de sucesso
Evento realizado nesta sexta-feira (27) com diretoria, cooperados e funcionários marcou o aniversário da cooperativa...
27/11/2015
Copagril realiza encerramento do ano do Cooperjovem
O Programa tem o objetivo de disseminar a cultura da cooperação nas crianças ...
27/11/2015
Editora O Presente Ltda | Fone/Fax: (45) 3254-1842